ATITUNA

ATITUNA

Contactos

916262075
tufpceup@gmail.com

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Reportagem XIX Trovas

No passado dia 24  de Outubro, a Atituna partiu rumo ao XIX Trovas, mais um dos tantos festivais organizados pela Gatuna.
De malas feitas, partimos em direção às terras do Minho: umas com grandes expetativas, outras ansiosas por conhecer  “o novo”. Destemida, a Atituna em modo europeu chegou a Braga pronta para descobrir novos continentes.
  

            A nossa viagem teve início num maravilhoso jantar de gala, marcado pelo convívio entre as várias tuna, onde reinou a animação, boa disposição e a partilha do espírito musical. Contudo, a noite não parou por aí! Uma vez pousadas as capas, vestimo-nos a rigor, inspiradas pelos vários países da Europa. Seguimos para o Bar Académico, com a certeza de que a festa seria recheada de diversão.





No dia seguinte e já com as energias recarregadas, o Jardim de Santa Bárbara era o nosso destino. Pelas ruas da cidade, espalhamos o cheirinho a Atituna, encantando Bracarenses e não só!
Ainda cheias de energia, aproveitamos da melhor maneira os workshops proporcionados pela Gatuna. Primeiro, criamos ritmos no workshop de percursão e, seguidamente, sentimos o ritmo aprendendo dança do ventre.


Depois de um dia muito preenchido, esperava-nos um jantar cheio de surpresas. Como é característico da Atituna, a música imperou durante todo o jantar, sendo parte especial do repertório dessa noite, uma música especialmente preparada para uma das mais dedicadas Sempre Atitunas, a aniversariante, Magi Matraka Atitudis Baritunus Nominatus.





           Após este momento especial, chegou o momento mais aguardado do festival: a nossa atuação na grandiosa sala de espetáculos do Theatro Circo. Iniciamos a atuação com a nossa adaptação em vozes do "Hino da Alegria", como uma ode ao continente que nos foi atribuído - Europa. Após o mesmo, passamos ao nosso instrumental de Lady Gaga, sempre focadas no tema do festival.
Seguidamente, tocamos "Dar de Beber à Dor" de Amália Rodrigues, adoçando a apresentação com moedinhas de chocolate tipicamente europeias, abrindo caminho para "Aconteceu", de Ana Moura, com reminiscências dos amores em Paris, da família e da amizade.
Encerramos a mesma com a nossa, e sempre nossa, "Criatura da Noite", mostrando a energia de Portugal que, afinal, fica alojada nesta tão nossa Europa!




A festa continuou no Bar Académico, com muita música e diversão.

O domingo foi dia de regresso a casa, terminando assim mais um festival recheado de alegria e companheirismo! 

1 comentário:

Tuna A Feminina disse...

É sempre bom ter grandes festivais com grande companhia!

Cumprimentos saudosos da Ásia (ou Lisboa) ;)

A Feminina